28/08/13

S. TOMÉ E PRÍNCIPE

Mais um interessante documentário realizado por Catarina Furtado em S. Tomé e Príncipe, onde o trabalho altruísta de profissionais de saúde irá certamente contribuir para se alcançarem alguns dos objetivos do desenvolvimento do milénio neste país carenciado.


21/08/13

VACINAR CONTRA O CANCRO

A infeção pelo Papilomavírus Humano (HPV) é a doença de transmissão sexual mais comum, atingindo mais de 80 % das mulheres em algum período da sua vida. Existem atualmente duas vacinas que previnem a infeção dos 2 tipos mais frequentes do HPV, conforme explica o Dr. Mike Evans no vídeo seguinte. Se pretende saber mais sobre este tema, em língua portuguesa, pode clicar aqui.


12/08/13

POEMA DE CAMILO



Amigos

Amigos, cento e dez, ou talvez mais,
Eu já contei. Vaidades que eu sentia:
Supus que sobre a terra não havia
Mais ditoso mortal entre os mortais!

Amigos, cento e dez! Tão serviçais,
Tão zelosos das leis da cortesia
Que, já farto de os ver, me escapulia
Às suas curvaturas vertebrais.

Um dia adoeci profundamente. Ceguei.
Dos cento e dez houve um somente
Que não desfez os laços quási rotos.

Que vamos nós (diziam) lá fazer?
Se ele está cego não nos pode ver.
- Que cento e nove impávidos marotos!

Camilo Castelo Branco (1825-1890)

09/08/13

A VIDA É UM BEM SUPREMO

“A vida é um bem supremo: porque o encanto dela reside no seu princípio mesmo, e não na abundância das suas manifestações”.

 Eça de Queirós (1845-1900), in O Mandarim

05/08/13

O QUE ESPERAR DE UM BOM MÉDICO?


Os frequentes relatos de abuso e negligência nos serviços de saúde britânicos, que os media têm noticiado, levou o General Medical Council, entidade que regula o exercício da medicina no Reino Unido, a elaborar um guia dirigido aos pacientes, que tem como título What to expect from your doctor (O que esperar do seu médico). Esse documento pode ser lido aqui e sublinha que os médicos devem prestar serviços de qualidade (competência profissional), devem colocar a segurança dos pacientes em primeiro lugar e não os seus interesses (de natureza económica ou formativa p.e.), devem tratar os pacientes como pessoas, com necessidades particulares e individuais, e devem ser honestos e merecedores de confiança.